Informações da página

Você está em: Página Inicial > Campus Veranópolis > Notícias

Início do conteúdo

Dia da Mulher: conversando sobre relações de gênero

Apresentação do Dia da Mulher no Campus Veranópolis

Para promover uma discussão sobre as relações de gênero no Dia Internacional da Mulher, o Campus Veranópolis realizou uma atividade especial sobre o tema no dia 8 de março de 2016. As duas turmas do campus foram reunidas e ocorreu uma apresentação, coordenada pelas servidoras Diana Lusa e Francieli Fuchina. No final das falas, foi proposto ao estudantes que escrevessem um texto sobre o que havia sido falado.

A exposição abordou fatos históricos relativos a conquistas femininas, a importância de conhecer o feminismo e o conceito de gênero, a violência simbólica e física ainda sofrida pela mulher e o olhar de autores (homens) na literatura sobre as mulheres em romances de imigração. A frase que marcou a apresentação foi: "E hoje, ainda faz sentido comemorar o Dia da Mulher?". Os alunos contribuíram com as reflexões, dando exemplos e fazendo questionamentos.

Temas abordados na atividade

Foi destacado que mesmo estando em 2016, ainda é importante conversar e refletir sobre as relações de gênero e pensar em como as "verdades" reproduzidas geram preconceitos. Faz-se necessário desconstruir alguns discursos em favor da igualdade de gênero. "Desconstruir a naturalização e a 'lógica' de que as mulheres são 'naturalmente' o sexo dominado e frágil tem sido e está sendo o trabalho de quase dois séculos de feminismo (BAÑÓN, 2003)", mostraram as servidoras.

A apresentação trouxe também a afirmação Simone de Beauvoir: "ninguém nasce mulher, torna-se mulher". Diana e Francilei salientaram que as pessoas nascem como meninas ou meninos, mas a carga social que significa ser homem ou mulher, para além das diferenças genéticas, está muito ligada às construções sociais cotidianas. Não é necessário que ninguém diga o que é ser menino ou menina, homem ou mulher, o que é feminino ou masculino; a partir do momento que a criança se identifica como um ou outro, passa a "corresponder a expectativas" de acordo com o sexo.

 

>> Confira o texto da aluna Bruna Milka sobre a atividade, escrito para a disciplina de Comunicação e Expressão e selecionado pela diretora de ensino do Campus, professora Alcione Jacques, por bem expressar as ideias debatidas na ocasião.

 

Veja mais

Final do Conteúdo Ir para as informações da Página

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul


E-mail: gabinete@ifrs.edu.br | Dúvidas de Acessibilidade:siep@bento.ifrs.edu.br | Ouvidoria